segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Mais uma evidência da dominação comunista - Portal Domínio Público

Este portal governamental tem como missão, segundo Fernando Haddad, Ministro da Educação, "o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime, colocando à disposição de todos os usuários da rede mundial de computadores - Internet - uma biblioteca virtual que deverá se constituir em referência para professores, alunos, pesquisadores e para a população em geral."



Ok, façamos um teste:

Entrem no site: http://www.dominiopublico.gov.br/

Selecionem:
Tipo de mídia = texto,
Categoria = ciências políticas,
Idioma = português;
Cliquem em "Pesquisar".



Vocês verão que, dos 87 itens relatados, pelo menos 82 são marxistas ou vinculados à Nova Ordem Mundial (ONU) e mesmo os outros são bem tendenciosos:

Marxistas: 74 textos
ONU: 8 textos;
Diversos: 5 textos (uma tese de mestrado sobre Hélio Jaguaribe, de Cláudio Araújo de Souza e Silva; dois textos de Danilo Freire Pires, autor não encontrado no sistema Lattes; O Príncipe, de Maquiavel e um texto da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres).



É como se essa ideologia mofada e assassina fosse o supra-sumo da moderna discussão política. A História está prestes a escrever algumas de suas páginas mais tristes com o advento de Lula, Chávez, Morales, et caterva.

2 comentários:

Antônio disse...

Este comentário contrário ao útil e popular site domínio público deve ser revisto. As desinformações contidas nele são tendenciosas e falaciosas. Terminantemente não condizem com a verdade, a qual deveria ser uma constante por aquele que a (des)produziu.

Comedia Globale disse...

Prezado antônio, obrigado pela visita.

As "desinformações" que V.Sa. se refere estão contidas no site domínio popular ou no comedia globale? Ficou deveras ambíguo.

Creio que V.Sa. se refere ao nosso CG, pois foram usados os adjetivos "útil e popular" para se referir ao projeto marxista governamental chamado domínio público.

Foi mostrado o resultado da busca na ferramenta própria do portal, facilmente comprovável por qualquer um que se dispuser a realizar a experiência. Não inventamos nada, apenas mostramos a realidade.

Se há quem considere isso "desinformatzia", só pode estar levando a cabo a velha máxima de Lênin: "Acuse-os do que és".

Cordialmente,
CG